h1

Aquele saudoso beijo

13 de maio de 2009

Quem nunca conheceu a distância?

Ela, que inventa tantas saudades…

Ela, que traz centenas de vontades?

E nos deixa apenas com as lembranças?

Pois era assim que ele estava. Distante.

Tão distante dela, daqueles lindos lábios

Distante daquele saudoso e tenro beijo

Querendo e sonhando em seguir adiante.

Mas afinal de contas, qual era o significado?

Daquele beijo, daquele único e simples beijo?

Teria sido o primeiro, dos que ainda viriam?

Ou teria sido o único e tão mal aproveitado?

Talvez o tempo ainda estivesse por responder

Ou, quem sabe, o tempo já tivesse respondido

Talvez nem o próprio beijo conseguia entender.

Seu próprio significado, misterioso, subentendido.

E de tão distante, ele podia apenas desejar

Sonhar, sem nunca tocar, mas só, esperar…

Reencontrar aqueles lábios e aquele beijo

Aquela linda garota, daquele doce perfume.

Que tantas saudades e desejos nele criou

Cujo telefone conseguir, tanto lhe custou

Tal qual o chocolate que ele tanto buscou

Até que, por fim, ele finalmente encontrou.

Anúncios

One comment

  1. Rafa ameiiiii o poema, bom eu amo tds os seus textos =p.

    Parabéns pelo blog e sucesso com ele.

    =**



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: